News

Oi, Noivinhas!

Tá tudo em paz por aqui… apenas parei de atualizar um pouco porque nos metemos numa correria doida de trabalho, juntamente com a decisao de não dar mais prioridade pra festa:
Explico.

Em Janeiro, alugamos o ap e começamos a mobilhar. Já damos entrada nos papéis. Assim que o ap ficar prontinho, nos casamos no cartório e na umbanda, que é nossa religiao e nao custará nada. Depois de tooooda a casa paga, faremos uma festa para todos – digo isso porque não posso, nem dá para chamar todos os nossos 300 convidados para a festa lá no terreiro…

Decidimos isso porque não fazia sentido algum gastarmos 8 mil reais em uma festa, sem ter nada feito, nada pronto. Não adiantava nada pagar R$ 8 mil numa festa, cheios de dívidas… então, esses últimos meses de 2009 servirão (já estão servindo) para acerto de dívidas pendentes… ano que vem começaremos a montar nossa casinha, e aí sim, terei muitos assuntos para tratar com vocês, sobre essa parte tão boa (e cara) que é montar a casa…

Bom, é isso… vou tentar atualizar mais esse espaço, mesmo que não seja com as coisas da minha festa…. afinal, o blog é sobre minha história com o Lorinho e esta acontece dia-a-dia….

Anúncios

Criando cobras…

Evandro João Silva, ex coordenador do AfroReggae e vítima do crime que revoltou muita gente, desenvolvia o projeto Rebelião Cultural para os carcerários em Bangu II, III e IV… atuava em projetos para ressocializar presos…

News

Ai, que preguiça de postar, twittar, etc. A vida não para, como não parou… tá dando umas patinadas, mas é normal… chega essa época a bateria arreia e eu entro numa síndrome pré férias mortal.
Nesse momento, pijama, cabelo molhado, Lorinho em evento de negócios no Baiuca (invejinha) e o Teco esquenta meu lugar enquanto eu não deito…

Tudo está bem no meu mundo, salvo meu avô que é um velinho teimoso e faz da nossa casa um cenário de novela mexicana porque está doente. Está mesmo, mas ele não faz questão de facilitar.

É isso… quero voltar aos pouquinhos, pós esse intervalinho para… para… para nada, afinal!

11-05-09_2140

Dodói, Neném…

Não sei porque insisto em ir ao médico após cinco temporadas de House e alumas reidências em ER…. meu zóio inchado não era terçol, mas – como eu temia – herpes ocular….

Há oito anos, um dia fui ao médico achando que tinha ‘cobreiro’ nos olhos e quando cheguei lá fui internada as pressas… segundo os médicos, eu poderia ficar cega a até morrer… sete dias em isolamento, meu primeiro aniversário do meu primeiro namoro sem comemoração, milhare de mls na aciclovir na veia…. experiência que me deu a certeza hoje: lá vamos nós outra vez ouvir aquela bobagem de ‘aonde você colocou o olho pra ter herpes nele????!!!!!’
No cu da sua mãe, inclusive.

Dessa vez o médico do São Luiz disse que não necessitava de internação… idade, imunidade ou preguiça dele, sei lá…. mandou passar aciclovir oftalmico, mas não achei em nenhuma farmácia…. estou tomando o comprimido, mesmo….

Antes que me perguntem…

Quando não tratada corretamente, a doença pode causar até a perda do olho – Durante o verão é muito comum o surgimento do herpes bucal, já que ficamos mais expostos ao sol, o que pode diminuir a imunidade. Entretanto, muitos não sabem que o vírus do herpes também pode se manifestar nos olhos e trazer conseqüências graves para a visão se não for tratado.
“Quando a ceratite herpética, ou herpes ocular, não é tratado, pode ocorrer diminuição da capacidade visual, opacificação da córnea, deixando o olho branco, e até mesmo, perda do globo ocular”, alerta o oftalmologista Marco Canto, diretor da Clínica Canto. Embora não seja muito conhecida e divulgada, até 5% das conjuntivites são, na verdade, causadas por vírus, entre eles a ceratite herpética. A transmissão desses vírus pode acontecer através do contato direto ou indireto com uma pessoa que está com alguma infecção aparente causada por eles. “O vírus também pode ser transmitido sexualmente, como no caso do herpes genital”, explica o oftalmologista.
Depois da contaminação, o vírus permanece sempre latente nos gânglios sensoriais da pessoa. “Fatores como infecções, febres, exposição solar demasiada, traumas, enfim, baixa imunidade, pode reativar o vírus, que migra através dos nervos para os tecidos, como lábios e córnea, caracterizando a infecção recorrente”, explica o oftalmologista. Os principais sintomas são: dor inicial seguida de desconforto, olho vermelho, perda da sensibilidade corneana e percepção visual além de muita sensibilidade à luz.

Tratamento e prevenção
A doença não tem cura, mas com tratamento adequado, as lesões causadas pelo vírus podem ser diminuídas. O tratamento inicia com antivirais tópicos e cuidados nos locais dos olhos e da pele acometidos pelas infecções. Caso haja agravamento da doença é necessário o uso de antivirais por via oral. “É fundamental o pronto reconhecimento e tratamento adequado para diminuir as lesões causadas. Quanto mais cedo o tratamento for instituído, melhores serão os resultados, entretanto, sempre há o risco da perda do globo ocular”, afirma o especialista.
Para quem já possui o vírus do herpes, não é possível prevenir a doença, mas, como lembra Marco Canto, os cuidados com a saúde, alimentação, exercícios físicos e bons hábitos de vida sempre diminuem a probabilidade da ocorrência. E caso ocorram o surgimento de quaisquer sintomas, é fundamental procurar um oftalmologista.

Amanhã tenho que estar boa para receber a gerência da Anvisa na Associação….