Diário de Bordo – Navio Impertariz – Búzios – 13/01

Eu tenho um sério problema: detesto unanimidades…. se todo mundo fala que Búzios é linda, maravilhosa e bla bla bla wiskas sachet eu chego lá com um pé atrás. Feio não é, claro. Mas eu goatei muito mais do centro da cidade do que das praias que conhecemos…

Búzios é uma península com oito quilômetros de extensão e 23 praias, recebendo de um lado correntes marítimas do Equador e do outro correntes marítimas do pólo sul, o que faz com que tenha praias tanto de águas mornas quanto de águas geladas. Entre as principais praias, destacam-se Geribá, João Fernandes, Ferradura, Ferradurinha, Armação, Manguinhos, Tartaruga, Ossos, Tucuns, Brava e Olho-de-Boi, esta última reservada para a prática do nudismo e na qual, infelizmente, não conseguimos ir.

Conhecemos João Fernandes e a Praia do Forno. Passamos o dia na famosa Ferradura….

Descemos do Imperatriz e fomos a Búzios de lancha, já que o porto lá nõa comporta um brinquedinho tão grande…. cara… como eu odeio lancha…. balança demais!!! Mas o sorriso pra foto a gente dá!

Como passei mal durante a noite, eu não estava lá muito animada em Búzios, não… só animei quando Lorinho resolveu sair da muvuca e aligar um caiaque pra gente brincar no mar….

Aqui o Imperatriz, sendo observado pela escultura dos três pescadores. Achei a escultura da Brigit Bardot muito feia e não tirei foto.. kkkkk.

E o Impertariz parte com destino ao Rio de Janeiro….

Anúncios
Postado em Sem categoria

Diário de Bordo – Imperatriz – Vitória – 12/01

Nossa chegada em Vitória estava cercada de dúvidas… a gente que mal sabe o que visitar em Santos por exemplo, não fazia idéia se valeria a pena abandonar todas as 154684 atrações do Impertariz para conhecer a cidade.

Resolvemos descer e caçar um táxi com mais três casais amigos. Toda cidade portuária é o óh…. o entorno do porto de Vitória é ainda mias feio e terrível. Ainda passamos um pequeno aperto, pois ao passarmos em uma rua que dá acesso ao centro histórico, um homem com cara de poucos amigos soltou: “Ah, vocês são do navio, né?”. Logo nosso amigo gringo fez seu ‘sim, nós sermos’, tipicamente inglês e de repente vimos o cara fazer uma ligação e do nada surgirem uns três caras na parte de cima da rua…

Como somos malacos e não queríamos dar sorte ao azar, demos meia volta e pegamos um daqueles táxis turísticos que fica na saída do porto, sem nem conhecer direito o centro histórico da cidade… eu que não ia arriscar…..

Fizemos uma única fotinha, rápida, antes que os homens suspeito chegassem ao final da escadaria… Detalhe que Lorinho nem está olhando muito pra foto, filmando o movimento dos ‘meliantes’.

No táxi resolvemos conhecer Vila Velha, o mais antigo município do estado do Espírito Santo. Fomos direto conhecer a Fábrica da Garoto, que tem uma lojinha triste, triste de se entrar….

Depois, fomos conhecer a Praia da Costa… A Praia é considerada a Copacabana Capixaba, por ser a mais frequentada, visitada e atrativa do Espírito Santo. Confesso que não achei lá grandes coisas… mas feia não é. Claro. Localizada no município de Vila Velha, é delimitada pelo Farol de Santa Luzia, ao norte, e pela Praia de Itapoã ao sul.

Na volta pra Vitória, conhecemos as praias de Camburi, a Curva da Jurema e a Praia do Canto. Em Camburi, claro, paramos no Pìer de Yemanjá, que possui uma obra é de Iannis Zavoudakis, artista grego radicado no Espírito Santo, feita em concreto armado e traz a Rainha do Mar com os braços abertos e vestes azul celestial.

A saída do Porto de Vitória foi a mais bonita, pois pegamos um entardecer sensacional… ficamos na piscina até o anoitecer e foi bem legal ver de longe, alguns lugares que visitamos durante o dia.

E o Imperatriz parte com destino a Búzios…

Postado em Sem categoria

Diário de Bordo – Navio Imperatriz – “O Turista é o Artista”

Quanso avisaram que na noite seguinte o show seria feito pelos ‘talentosos passageiros’, Lorinho encheu meu saco que queria que eu cantasse uma música pra ele….

E como em Lua de Mel a gente não nega nada pro comparsa, lá estava eu me inscrevendo pro show “O Turista é o Artista”. Mas não posso negar que foi bom… cantar com uma banda maravilhosa como a Orquestra sobre as ondas, iluminação e ajuste de som perfeito…. foi o máximo!

Diário de Bordo – Imperatriz – Itajaí – 10/01

Itajaí é um município brasileiro do estado de Santa Catarina. Localiza-se no litoral centro norte catarinense e faz parte do Vale Europeu, na foz do rio Itajaí-açu. Segundo o Censo 2010 realizado pelo IBGE, era de 183.388 habitantes. Ocupa uma área de 289 km²,[8] sendo 20% urbana e 80% rural (ou áreas de preservação).

Situa-se no litoral norte, especificamente na foz do rio Itajaí-Açu. Faz divisa com Balneário Camboriú, Camboriú, Brusque, Gaspar, Ilhota e Navegantes.

O Ranking IFDM 2010 do Firjan, aponta Itajaí como segunda melhor cidade de Santa Catarina para viver e eu achei a cidade uma delícia mesmo.

Nós fomos direto para Bauneário,conhecer as praias, pois tínhamos poucas horas. segundo o Censo IBGE do ano de 2010, uma população de 108.107 habitantes, sendo o décimo primeiro município mais populoso do estado. Destaca-se como o município com maior densidade demográfica de Santa Catarina, com mais de 2.350 habitantes por km². Balneário Camboriú possui uma das maiores densidades de prédios do Brasil. Apesar de possuir pouco mais de 100.000 habitantes, sua estrutura de edifícios comporta aproximadamente 1 milhão de pessoas, marca frequentemente ultrapassada na alta temporada.

Passeamos no parque Unipraias, que tem 47 bondinhos aéreos interligando três estações entre o lado sul da orla de Balneário Camboriú, subindo até o Morro da Aguada e descendo até a praia de Laranjeiras, sendo o único do mundo a ligar duas praias. Mas este empreendimento, localizado num dos destinos turísticos mais procurados de Santa Catarina, oferece mais que essa viagem nas alturas, com privilegiada vista da Mata Atlântica e do mar em todo o trajeto.


Link para álbum com todas as fotos

Postado em Sem categoria

Passeando de barquinho

Tirei umas 200 fotos, mas nem que tivesse tirado 2000 conseguiria colocar tudo de legal que vi nesses últimos sete dias. Apesar do enjôou dos primeiros dias, afirmo que todo mundo deveria fazer um cruzeiro na vida, uma vez que seja. 10 vezes na CVC, não é difícil, não!

É um hotel de luxo que bóia. É uma colônia de férias sobre as águas. Academia, música, comida, boteco, bebidas mil, água de côco (oba!), a vontade, sol, piscina de água salgada (eca!) , gente bonita (eu!) , gente feia. Gente gorda, gente magra, gente inchada (eu!) . Gente solteira, gente namorados, gente em lua de mel (eu!). Gente branca, rosa, e morena (pega, eu!) . Brasileiros, portugueses, americanos, francerses, ingleses…. uma vida e um mundo em sete dias!

Nas paradas, você conhece lugares legais, dois, três, quatro estados de uma vez! E os shows são um caso a parte! Ah, os shows…. super produções maravilhosas que me arrancaram lágrimas todos os dias.Vale muito a pena… vou fazendo o diário de bordo aos poucos…

Postado em Sem categoria