Fica a dica!

O melhor dos sites pra recém casadas!
http://brincandocasinha.blogspot.com

Falando em recém casada, alguém poderia ter me dito que não se passa bombril com sapóleo em panela de inox, mesmo que seu noivo tenha feito uma furdunzera preta dentro dela?

Anúncios

Casinha

Arrumei a casinha esse final de semana. Finalmente consegui forrar os armários da cozinha, lavar copos, pratos, talheres, etc pra guardar…

Aliás, a cozinha é o cômodo mais completo da casa… Apenas preciso colocar mais um armário pequeno e uma mesa (daquelas dobráveis)…

Finalmente coloquei as folhas secas que queria debaixo do vidro da mesa da sala… Não tem foto da sala toda porque ainda está bastante pelada… Coloquei as cortinas, mas sinto falta de tapete, quadros e detalhes sobre o rack. Acho que no próximo fds eu resolvo isso…

O quarto também necessita de alguma atenção…. mas nada como um belo jogo de lençol presente da mamãe pra dar um charme…

Estou radiante! Dura, porém radiante! Feliz demais ao caminhar passo após passo em direção a uma vida a dois cheia de amor, felicidade e respeito. Deixei Lorinho dormindo… saí e quando voltei ele já havia saído… mas deixou um recado na lista de comprar que fica na geladeira:

Claro que ele olhou errado… tem Baixinha sim! Dentro do coração…

Ma che delizia!

Há mais de meio século a Cantina Roperto, um dos restaurantes mais tradicionais do Bixiga, se mantém fiel à cultura italiana. Suas receitas, passadas a cada geração desde a chegada da família ao Brasil, oferecem o melhor da culinária do Sul da Itália. São mais de vinte tipos de massa a serem combinadas com diferentes molhos. Além da famosa Perna de Cabrito, o Filé à Parmigiana e o Fusilli ao Sugo são pratos que ganharam a preferência dos clientes. O ambiente familiar ainda conta com música ao vivo todas as noites e nos almoços de sábado, o que torna o clima ainda mais alegre e aconchegante. O divertido é que os músicos são extremamente carismáticos e divertidos.. tocam as cançonetas napolitanas e brazilianas de maneira suave, deixando o ambiente agradáveol demais ao som de violão e acordeom, indo de mesa em mesa, sem serem nada inconvenientes! Ao entrar, no corredor, fotos e mais fotos de visitantes ilustres da música, política, cultura e noite paulistana.

Vamos sempre, e ontem levamos os primos do Paraná (aqui entram as fotos assim que a Dani me mandar!).

Depois, passeio turístico na madrugada de São Paulo. Hoje, a ressaca!

Peça Spaghetti à Puttanesca e o Talharine verde com molho Funghi Secchi. E vinho! Ah! Não deixe de comer o pão italiano que vem antes… Os preços não são baratos, mas, se quer comer massa barata vá ao Spoleto.

Open House

E foi-se a festa. E deu tudo certo. Algumas considerações…

1º Não choveu! Santa Bárbara e Santa Clara mandaram bem a beça!

2º O ruim de dar uma festa para 200 pessoas é que você sai com cara de lavadeira em todas as fotos…. muito cansativo, mas muito gratificante!

3º Sempre seja amiga da síndica do prédio

4º Nunca se esqueça de fotografar a sua decoração assim que ficar pronta…. porque se for pra deixar pra (5 minutos) depois, já vão ter atacado tudo!

5º Quem tem amigo tem tudo nesse mundo!

6º Quase 200 pessoas pra lá e pra cá… 150 kg de carne, 150 litros de chop e 50 litros de refrigerante, 5 quilos de doce e mais todos os acompanhamentos…. Carai!!!

E vamos as fotos que eu consegui tirar…. pelo menos com as pessaos que eu não vejo sempre, consegui tirar algumas….

Meu amor.. que respeita e acolhe meus amigos, minhas escolhas, minha família. Que faz de tudo – sem exceção – pra me ver feliz… Que só sabe pensar em mim e no meu bem estar.. que só sabe fazer minhas vontades…. Cozinhamos quilos e quilos de comida, espetamos quilos de carne, carregamos chopp, chopeira, andamos uma maratona pelo condomínio, subindo e descendo – primeiro com coisas, depois com as visitas – carregamos mesa, cadeira, presentes… E ainda assim, com essa cara, com mais de 8 horas de festa, ele ainda é capaz de dizer que sou linda e que me ama muito… Obrigada, meu amor.

Juú! Amiga querida que não via a muito tempo… parceira de trabalhos, bilhar, sofrimentos e alegrias de faculdade…

Lello, amigo de FAJUTA, meu levantador oficial de auto estima e sua família linda….

Sawka, seu príncipe e sua princesa. Juro que eu tinha que pegar nessa menina pra acreditar que ela não era uma bonequinha…. e não é.. ela é um anjo encarnado, isso sim! Amiga, obrigada pelas palavras maravilhosas no cartão e na despedida. Choro de alegria é o melhor que tem…. e que a gente tenha muitos assim!!!!

Mais do que amigos de trabalho! Henricão, Gaby e Catito, Nino e Bi (mboka)… Faltou o Guilherme e a Rê que foram embora bem no meio da fogueira da festa e escaparam da foto…

Doug, que na foto anterior estava no banheiro…. muito querido.

Eu desacreditei quando elas chegaram… Carmen e Raquel, meus amores, minhas “pequenas”…. me deixaram muito, muito feliz!

Renê, amigo em comum desde antes de nos conhecermos… “cuidou” dele pra mim até agora!

MCris e Derso…. o casal do presente vermelho lindo…. Diretamente de lá muito longe, pra cá muito longe. A dona dos olhos mais meigos que Lorinho já viu. Empatia e carinho express! Juro que nunca mais vamos ficar tanto tempo sem nos vermos….

Diretamente da terra do nunca, Fer, aquele que nunca cresce! A festa toda achou que era o irmão do Lorinho… amizade que sobre a serra e já dura mais de 10 anos!

Destacando meu irmão-nego-preto-querido, Negão (tchanam!!!). Irmão de fé com minha querida cu, a Bele!

Gi, com o Fi, minha anja da guarda nessa vida, com certeza!

Os irmão gira´fóides e a pequena noiva-anã! Em breve nos cinemas!

Igor Kupstas e sua linda Carina, diretamente de Aphaville para a ZL…. diplomas compartilhados!

Menina Lica, mãe da Menina Valentina e Doni…. veio ver a madrinha ‘casar’…..

O último a sair apaga a luz! Os bêbados que sobreviveram até o final da festa: Andréia do Fer, mommys (que deve estar agradecendo até agora o fato de eu ser filha única… pois o tanto que ela trabalhou nessa festa valeu por 10 encarnações….), Bele, Negão, Leandro, Bolete, Bolão, Markinhos e nós….

Tinha mais tanta, tanta, tanta gente! Meus amigos do terreiro, famílias… mas não deu pra tirar mais foto do que isso… peguei as pessoas quando iam embora e no final, apenas, quando não estava mais loucura.; Pena não ter como mostrar a todos aqui, mas cada presença está registrada em meu coração, colada com muito amor!

Tensão Pré Casamento

Do meu Diga Sim Pra Mim

Tensão pré nupcial ou tensão pré casamento. Quando abrimos mão de uma festa grandiosa, trocando a ‘frescura’ (no bom sentido, noivas) por um churrasco, e uma cerimônia religiosa por algo simples no terreiro e no cartório, Lorinho e eu pensávamos que além de economizar alguns muitos patacos, estaríamos abrindo mão de todas preocupações… Ledo engano.

Claro que as maiores preocupações – principalmente as financeiras – diminuíram 10 vezes… mas estamos uma pilha de nervos os dois, preocupados com ‘tudo dar certo’, principalmente o Open House desse sábado, quando receberemos mais de 150 convidados… Apesar de não ter frescura e de sabermos que não será nada mais do que um churrascão entre amigos, fica o friozinho na barriga de quem quer receber bem. Até aí, normal e contornável.

Mas, está acontecendo algo que eu não sabia explicar e que após um pouco de pesquisa consegui entender: a tensão pré casamento não é apenas aquela tensão relacionada a festa. Não é só a tensão de uma noiva a beira de um ataque de nervos preocupada com bem casados… Tem muito mais do que isso…

Do “Bolsa de Mulher”: Guilherme Bernardes está sentindo na pele o que é a TPN. A pouco mais de uma semana para o casório, ele confessa que a proximidade da data está deixando não só a noiva descontrolada, mas ele próprio também. “Estou tão nervoso que já entreguei convite trocado, e engordei 15 quilos desde janeiro. O terno não cabe mais!”, conta. Segundo Guilherme, o estresse está tão grande que, se o casamento não estivesse marcado, o casal talvez tivesse rompido. “Deve ter quase um mês que não damos um beijo ‘daqueles’. Estou correndo atrás de um monte de coisas e quase não sobra tempo para ficarmos juntos. Quando ficamos, é só de casamento que se fala. E ela quer que eu faça tudo e ainda dê atenção. Não vejo a hora de chegar a lua-de-mel.

Do “Noivas e Cia”: Entre as queixas mais significativas, estão a ansiedade e as dificuldades nos relacionamentos tanto com o parceiro quanto com a família. São mudanças significativas importantes que geram ansiedade, pois a história de vida de uma pessoa é marcada por um conceito positivo ou negativo sobre casamento. Filhos de pais separados, por exemplo, demonstram uma apreensão grande acerca do sucesso de seu casamento. As mães podem começar a ter crises infundadas de ciúmes, entre outras coisas…

E é exatamente por isso que estamos passando: falta de tempo, dinheiro apertado, cobrança de atenção de todos os lados, família pra integrar, suggar pra pregar na parede, fogão pra colocar mangueira, armário pra limpar, presentes pra guardar, os trabalhos de ambos sugando o físico e o intelectual.. tudo preocupação boa, eu sei.. mais ainda assim, preocupações que sugam muito e quase – eu disse quase – tem conseguido apagar o brilho todo do momento. ….

Sem contar que temos que aprender a lidar com nossos próprios anseios: eu descobri que não sou tão foda assim e que ando preocupada em ficar longe da minha mãe e de minha vó – mesmo que por apenas 1,5 km – e por mais que o noivo não se manifeste sobre o assunto, tenho certeza de que também tem seus medos, seus anseios…

Vou falar: tem que ter coragem pra casar.. mas não é por causa das bobagens que falam nas piadas… e sim porque nem todo mundo tem culhão (eu ia falar estrutura, mas não dá a ênfase que eu queria) pra aguentar as pressões que esse momento acarreta. Por muito menos casais já se separam.

Não sei se será a vida toda assim… depois de tudo isso, em breve virão os pequenitos e com certeza outros conflitos internos e externos virão… mas eu acho que tô dando conta.

Consciente disso, ando tentando fazer a minha parte… tirando paciência não sei de onde… – mesmo porque se der força eu mato um! – fortalecendo a fé em Deus… focando no objetivo e onde todo esse caminho tortuoso vai nos levar.

Tô em falta com posts e com fotinhas do ap etc.. mas após esse fim de semana farei tudo isso.. aproveitando o Open House… E se Deus quiser, essa chuva vai passar!

Corajozinho

(mode ironia on) Acho lindo homem que bate em mulher (mode ironia off). Nada justifica um cara levantar a mão pra uma mulher. Nem que ele seja um chassi de grilo e ela a campeã de halterofilismo, ainda assim é covardia.

Aí, estava eu conversando com Lorinho na porta do mercado (eu do lado de fora do carro esperando as mães, ele dentro do carro, de passagem), quando um cara vem ao nosso lado:

O cara: – Eu ia estacionar nessa vaga!
Eu: – Mas senhor… nós não vimos você aí!
Lorinho: – Pois é, ficamos um tempão parados antes de parar na vaga.
O cara: – Minha mulher está no mercado!
Eu: – Minha vó também!
O cara: – Ah, vai se foder!!!
Eu: Mas tu deve de ser um broxa, mesmo!
O cara: – Ah, vai se foder!!!

Lorinho ia abrir a porta, mas como o cara falou o segundo vai se foder indo embora pro carro dele, mandei ele esquecer isso e continuamos o papo. Dava ora ouvir o imbecil resmungando algumas palavras mas nem aí.

Na sequência, ele pára o carro atrás do nosso, de um modo que impossibilitaria o Lorinho de sair. E entra no mercado. Roger disse que saía dali com duas manobrinhas a mais e demos tchau. Quando entrei no mercado, o imbecil estava ao lado do caixa eletrônico e veio pra cima de mim….

o imbecil: – Quem você pensa que é para me ignorar?
Eu: – Quem eu sou eu nãosei.. mas você deve ser um broxa da maior qualidade pra arrumar encrenca por causa de vaga em mercado!

Ah, ele ficou louco. Quando chamamos alguém de broxa (de gorda, pras mulheres), ele só não vai reagir se não for… neste caso, ele devia estar com paumolência há anos, tamanha sua reação. Veio cego pra cima de mim, com a mão levantada…

Eu: – Vai me bater no meio do mercado, cheio de gente? Bate, mas se bater me desacorda senão você tá fudido.

Vaaai Zl!!!

Nisso, Lorinho, que estava manobrando e pegou a cosia da metade surge, feito louco porque viu o cara vindo pra cima de mim… Achei que a coisa ia ficar feia…. mas… O corajoso que levantou a mão pra mim e veio me ameaçar simplesmente se escondeu novamente ao lado dos caixas eletrônicos, enquanto a ‘turma do deixa disso’ segurava o Roger que berrava feito doido que ele era covarde…

Pedi calma a ele, dizendo que minha vó estava no mercado e se ela visse aquele barraco, capaz de infartar… ele respirou e saiu, xingando muito o ex-imbecil, atual cagão… enfiei ele no carro e entrei de novo. O cara não estava mais lá, mas sim ao lado da esposa.. pagando as contas, feito um cachorrinho. Gritei a ela: “Cuidado, ele quis me bater… já já, mete a mão em você também!”.

Fomos embora, mas na saída, ainda risquei o carro dele de ponta a ponta…. Foi o mínimo.

covarde.